Diante dos crescentes desafios do setor de segurança pública, os serviços de atendimento a emergências precisam ser capazes de oferecer suporte cada vez mais rápido aos chamados. Afinal, quando se trata de pronto atendimento, cada minuto conta. Chegar ao local de uma ocorrência com precisão, no menor tempo possível, pode ser essencial para salvar uma vida. Pensando nisso, a BYNE é pioneira no Brasil na integração com a plataforma RapidSOS, que usa dados de localização para agilizar a resposta a emergências.

A solução da RapidSOS foi criada nos Estados Unidos e já é utilizada por mais de 4.800 agências de segurança pública no mundo todo. A ideia é simples e inovadora: trazer as antigas centrais de atendimento a emergências para a era digital. A plataforma dá apoio de localização a mais de 250 milhões de chamadas por ano e se utiliza de tecnologia orientada por dados para aumentar a proteção às comunidades em que atua. Com a integração aos consoles ControlONE, as centrais dos serviços de emergência no Brasil passam a contar com os benefícios da RapidSOS.

Como funciona o sistema integrado

No Brasil existem vários serviços públicos com chamadas gratuitas. Os números são unificados: em todo o território nacional, as equipes de atendimento a emergências são acionadas pelos códigos 190 (polícia militar), 191 (polícia rodoviária federal), 192 (ambulâncias do SAMU), 193 (corpo de bombeiros) e outros. Quando uma pessoa entra em contato com alguma dessas centrais, é preciso informar os dados de localização para que as equipes de socorristas se desloquem o mais rapidamente possível até o local da ocorrência.

O problema é que muitas vezes a pessoa que faz a chamada está transtornada, sob forte estresse, e não consegue transmitir as informações com exatidão. Isso pode acabar atrasando o início do atendimento, pela dificuldade da equipe da central em identificar precisamente onde o evento ocorreu.

Quando o centro de operações está integrado à plataforma RapidSOS, esta etapa não é necessária. Ao receber a chamada, o profissional tem acesso, de forma instantânea, aos dados de localização do celular da pessoa que está no local da ocorrência. Isso impede que se perca tempo tentando obter informações que nem sempre são fáceis de se conseguir em um local de acidente, como o nome da rua, pontos de referência e outras. Além disso, se elimina a possibilidade de a viatura da equipe de socorro ser deslocada para o lugar errado. Outra vantagem é a redução de alarmes falsos, por conta da validação e monitoramento do local da chamada antes de enviar os socorristas.

+ Conheça as soluções da BYNE para a área de segurança pública

O que a solução RapidSOS oferece

A RapidSOS atua em parceria com Google e Apple, o que garante a integração com os dois principais sistemas operacionais utilizados nos smartphones. A empresa, que não tem fins lucrativos, tem o objetivo de apoiar equipes de socorristas por meio de uma plataforma que proporciona o acesso a dados que ajudam a salvar vidas.

Vale destacar que a RapidSOS não fornece dados pessoais da pessoa que faz a chamada. A única informação compartilhada pela ferramenta é a localização do telefone celular, fornecida pelos sistemas operacionais (Android e iOS). Essas coordenadas são acessadas diretamente pelo console ControlONE, agilizando o atendimento nos centros de operações.

Nos Estados Unidos, mais de 90% da população estão atendidos por centrais 911 (o código do serviço de emergência norte-americano) integradas ao sistema. Mas a comunidade de parceiros da RapidSOS também está presente em vários países do mundo. São mais de 4.800 agências de segurança pública com acesso à plataforma.

Em resumo

A BYNE é pioneira no Brasil na integração à plataforma RapidSOS, que possibilita acessar instantaneamente os dados de localização das chamadas de emergência. Assim, passamos a oferecer mais um diferencial para os centros de operações dos serviços públicos de emergência. Trata-se de uma plataforma de resposta a emergências baseada em dados que agiliza o atendimento, aumenta a proteção das comunidades e salva vidas.

Para saber mais, entre em contato.